15/03/2009

Crentes Maquiavelitas

Em tempos de cruzada de fogo no RS, vai uma denúncia-desabafo do Pr. Leandro Barbosa do Blog Emeurgência de como nem tudo é o que parece ser.


Recentemente em conversa com amigos que participam do conselho de pastores da capital de meu estado, me “caiu os butiá do bolso”, uma gíria bem gaúcha, com um fato de extrema canalhice que me foi passado. A ambição pelo dinheiro e poder leva pessoas a cometerem os atos mais sórdidos e terríveis, acreditando que não importam os meios, o que importa é o fim.

Estes novos “crentes” seguidores de Maquiavel, que chamo de “Crentes maquiavelitas" que indiretamente não estão preocupados com a forma como fazem as coisas, mas sim vêem o reino como uma grande oportunidade de negócios. E neste frenesi, o sucesso financeiro e o reconhecimento é a meta, acreditando que uma igreja cheia e boas ofertas são premio e sinônimo de benção e aceitação de Deus.

Para exemplificar vou contar meu caso, na campanha que tanto critiquei, sempre relatando o lado sórdido até como forma de alertar também o povo de minha cidade, até porque sei que muitos são leitores do meu blog. Tenho estado sempre atento aos pormenores terríveis deste ministério, pois como falei, muitos que estão trabalhando nesta campanha que se realizará agora aqui são pessoas que tenho acesso e, eles, creio que muitas vezes por descarga de consciência entre outras coisas, acabam por dar com a língua nos dentes.

O que me chocou foi o fator de na reunião pastores da capital, os organizadores da campanha passaram para os pastores que o pregador internacional estava vindo sem cobrar nenhum custo financeiro, e quando me passaram estas informações eu logo me assustei, pois primeiro, o líder da organização do evento vem arrecadando publicamente dinheiro desde o princípio do ano passado, em programas de rádio, fato comprovado, só verificar arquivos da rádio, e verificar as campanhas financeiras realizadas na sede. Eu mesmo estava visitando certa feita este ministério, por ter amigos que estão a trabalhar nele, e um dos pastores estava a se gabar para mim, que estava próximo de conseguir um patrocínio fortíssimo de uma grande empresa automobilística, e também foi falado que já haviam conseguido apoio de outra instituição pública com um valor exorbitante. Segundo mais informações, também haviam feito um pedido de apoio político e financeiro para o governo do estado, que acredito que pela troca de favores, é bem possível ter saído uma bufunfa, fato confirmado pela presença da governadora no evento. Como não me bastou, eu com muito receio fui investigar e entrei em contato com meus informantes da equipe organizadora do evento, e eles contentemente me confirmaram que o dinheiro da campanha foi levantado, e que sobrou até para reformarem o templo de culto.

Mas o que eu queria saber verdadeiramente era a confirmação sobre o fato, se haviam levantado a grana que pregador cobrou pela vinda neste evento, e contentemente me falaram... “todo o dinheiro dele foi levantado e sobrou”.... Nisto deixo aqui minha indignação e decepção novamente com este mundo evangélico, e o pior, onde estão nossas lideranças que deveriam estar atentas a este tipo de canalhice? Com muita vergonha pelo povo evangélico, os “representantes de Deus” eu divulgo estas informações. E deixo claro a todos que eu não compartilho com este meio e me considero fora de qualquer destas iniciativas diabólicas e corruptas. Lamento pela ignorância de muitos que entram neste tipo de evento e fecham os olhos para esta hipocrisia. E aqueles que sobre uma sombra de bons moços, cooperam e comungam com estes que deveriam ser reprovados em face. Muitos líderes que compartilhei disseram que este tipo de sujeira deveria ficar debaixo do tapete, mais falo que por minha consciência e sentimento cristão não posso comungar e ver tantas coisas se passarem e me calar, vendo toda uma massa de gente inocente sendo massacrada, roubada e enganada.

Deixo esta frase que expressa minha indignação:

“Se viver igreja é isto, o viver fora dela é o paraíso”

Pr. Leandro Barbosa

2 comentários:

João Osir disse...

Estão me fazendo lembrar o Pr. Caio Fábio quando disse em 93 ou 94 que a igreja brasileira não era evangélica e que estava de uma forma tão dstante do evangelho que era incurável.

Claudio Silva disse...

Olá Pastor!!

Que bom ter vc por aqui.

Temos que buscar a cura das pessoas que estão intoxicadas pela religião árida e estéril propagada pelos "senhores dos templos". A igreja instituição ainda faz muito pela causa de Jesus, mas esta parte dela rapidamente perde espaço para os manipuladores, feiticeiros e bruxos da fé. Criam idolos, montam altares e acham que adoram ao Deus vivo e o pior cobram pelo espetáculo.

Jesus esta voltando e enquanto ele não volta precisamos de homens de Deus e profetas como vc. Que com a vida e a boca anuncia as Boas Novas.

Deus abençoe a você e sua amada família.

Abraço largo com saudades